Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Seminário capacita agentes municipais sobre a campanha " Escolha o Destino"

Iniciativa visa aumentar investimentos a projetos de atenção a crianças e pessoas idosas

Publicação:

ed1
A secretária Maria Helena Sartori alertou que o Estado tem potencial de arrecadação proveniente do imposto de renda de R$ 400 mi

Com o objetivo de atualizar e orientar os profissionais que atuam na área municipal em programas ligados aos fundos da Criança e do Adolescente e da pessoa idosa ocorreu hoje (20) um seminário para capacitação de agentes públicos sobre a campanha Escolha o Destino. A iniciativa teve por finalidade, ainda, incentivar os gestores desses fundos a otimizarem a arrecadação de recursos provenientes de doações incentivadas (Dedução do imposto de renda devido de pessoas físicas  modelo completo e jurídica pelo lucro real). 

Participaram prefeitos (as), gestores(as) dos fundos, representantes da administração e área fazendária, e conselheiros(as). A Secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, participou da abertura do seminário e fez uma palestra sobre a importância de mobilização da sociedade para a geração de recursos aos fundos estaduais e municipais. Também participaram da abertura do evento o representante da presidência da FAMURS; a Coordenadora da Comissão de Estudos de Responsabilidade Social do CRCRS, Silvia Grewe; a conselheira do CEDICA /RS e Coordenadoria da Criança e do Adolescente da SDSTJDH, Juçara Vendrusculo; a presidente do CEI/RS, Jussara Rauth; e a presidente do COEGEMAS/RS, Lenara Ballin. 

ed2
Participaram prefeitos (as), gestores(as) dos fundos, representantes da administração e área fazendária, e conselheiros(as)

A secretária Maria Helena Sartori alertou aos gestores municipais que o Estado tem potencial de arrecadação proveniente do imposto de renda de R$ 400 milhões, porém, somente 10 % desse valor permanecem no RS. Chamou a atenção para a importância dos municípios buscarem o apoio de parceiros, como os contadores e de entidades de atenção a crianças e pessoas idosas, no sentido de esclarecer os contribuintes e incentivá-los a destinar parte do imposto devido aos respectivos fundos. A mobilização deve atingir pessoas jurídicas e físicas como diretores de empresas e amigos e conhecidos até mesmo de municípios vizinhos, disse a secretária, acrescentando que os conselhos municipais podem, ainda, trabalhar com o recurso de Carta de Capitação. Essa modalidade de captação de recursos permite que os conselhos busquem o financiamento direto nas empresas. 

A capacitação serviu, também, para informar os gestores sobre a evolução histórica do potencial de IR para destinar, importância e formas de conscientizar, mobilizar e Arrecadar e oembasamento legal e potencialidade de arrecadação, por dirigentes do CRC/RS, experiências positivas de conselhos da criança e da pessoa idosa, e sobre prestação de contas pelas coordenadoras da SDSTJDH, Juçara Vendrusculo (Coordenadoria da Criança e do Adolescente) e Luiziane Brusa da Costa (Coordenadoria de Política da Pessoa Idosa).

Escolha o Destino